A atualização de Novembro do Windows 10 não aparece, o que fazer?

A atualização de Novembro do Windows 10 foi lançada, e com ela chegam uma série de importantes melhorias para o sistema operativo, no entanto em alguns computadores esta atualização não surge no Windows Update, e noutros apesar de já ter surgido, após um erro de instalação simplesmente deixou de surgir.

Uma das possiveis razões para essa atualização não surgir, é o facto de o Windows Update não a disponibilizar em computadores cujo Windows 10 tenha sido instalado há menos de 31 dias.

No entanto, para estes e para os restantes, existe uma solução que apresentarei de seguida.

  1. Ir à página http://www.microsoft.com/en-us/software-download/windows10 para a versão inglesa ou http://www.microsoft.com/pt-pt/software-download/windows10 para Português de Portugal ou no caso de utilizar uma versão em português brasileiro ir a http://www.microsoft.com/pt-br/software-download/windows10
  2. Dar um clique no botão “Update Now” ou “Atualizar Agora” dependendo da versão instalada
  3. Abrir a ferramenta descarregada e seguir os passos de instalação.

Não irá perder nada, os seus ficheiros e programas continuarão no mesmo local.

O tempo de instalação irá variar de acordo com a sua ligação à Internet (o Download tem cerca de 3 GB) e das características do seu computador.

Qualquer dúvida, poderá usar a caixa de comentários.

Pequena ajuda para identificar dispositivos desconhecidos

Por vezes quando vamos até ao Gestor de Dispositivos ou Device Manager nas versões inglesas, deparamo-nos com alguns dispositivos desconhecidos, alguns deles facilmente conseguimos identificar, no entanto existem alguns em que essa tarefa é complicada.

No entanto com a ajuda do site “PCI DATABASE”, há uma forma de obter algumas pistas sobre que dispositivo desconhecido é esse.

Dê um duplo clique no dispositivo desconhecido e depois vá até ao separador “Detalhes” (Details), seguidamente na dropdown selecione (ID Hardware) deverá ver uma sequência de carateres como a da seguinte imagem:

vendev

 

Aí deverá verificar duas expressões uma iniciada por VEN que corresponde ao Vendor ID e cujo código neste caso é 10DE e outra que começa com DEV correspondente ao Device ID e neste caso possui o valor 0863.

o site PCI Database possui um sistema de pesquisa para estes valores:

pcidatabase

O Vendor Search serve para pesquisar os VEN permitindo identificar o fabricante e o Device Search os DEV que indicará o dispositivo.

Desta forma poderá ter algumas pistas úteis para a identificação destes dispositivos desconhecidos.

Como evitar que o computador hiberne automaticamente

Esta é uma questão que me têm colocado várias vezes, muitos utilizadores deixam o computador a fazer algumas tarefas como downloads e outras que levam mais tempoa processar, e depois queixam-se que o computador hiberna e desta forma parando as atividades que estavam a fazer.

No entanto, existe uma forma de controlar esse tempo, e até desativar este comportamento, para isso basta abrir o painel de controlo e ir até ao item “Opções de Energia” em inglês será algo parecido com “Power Options”:

opcoes_energiaPoderá também encontrar este item pesquisando no painel de controlo por “Energia”. Na vista de categoria, poderá encontrá-lo em “Sistema e Segurança”.

Na janela que surge, deverá dar um clique em “Alterar Definições do Esquema”:

opcoes_energia2Por fim, na janela irá aparecer um conjunto de combo boxes, que lhe permitirão alterar o tempo até o computador hibernar ou até desativar o mesmo, tal como poderá verificar na figura seguinte:

opcoes_energia3Altere para os valores desejados, e depois dê um clique em: “Guardar Alterações”.

 

Rapidissimas #11 : Converter maiúsculas em minúsculas no Office

Quantas vezes já aconteceu estar a escrever um texto/email sem olhar para o ecrã e esquecemo-nos de desativar o caps lock ficando tudo escrito em maiúsculas?

Felizmente é possível no Word e Outlook através de um atalho converter maiúsculas em minúsculas e vice versa, para isso, deverá selecionar o texto e premir simultaneamente as seguintes teclas:

shift + F3

Rapidamente as maiúsculas são convertidas em minúsculas.

Para quem não sabe, a tecla shift está por cima do ctrl e possui uma seta a apontar para cima.

 

Dúvidas ou questões nos comentários, obrigado!

[Open Source]Breve Introdução ao Editor de Texto VIM

Nota: Este artigo trata-se de uma adaptação de um originalmente publicado por mim na edição 29 da Revista Programar.

Introdução

O editor de texto Vim, é uma aplicação open source disponível para os vários sistemas operativos Unix-based,
existindo também alguns “ports” para Windows, como o caso do cygwin, bem como diversas versões gráficas.

Para quem não conhece, o Cygwin é uma espécie de “ambiente unix” e linha de comandos para o sistema operativo da Microsoft, no entanto não é possível através deste “ambiente”, correr aplicações criadas nativamente para Linux, existindo uma necessidade de as recompilar.
O seu conjunto alargado de funcionalidades, como o syntax-highlight, fazem com que este seja um editor de
texto útil para programadores, daí a razão deste artigo.

Com este artigo, pretendo fazer um “tour” pelo Vim, mais propriamente pela versão 7.3, não vou abordar todas as
funcionalidades do mesmo, pois se o fizesse, talvez desse origem a um livro. O objectivo deste artigo é que no fim do mesmo fiquem a saber os conceitos básicos para desfrutarem do editor.

Instalar o VIM

Em muitas distribuições de Linux e no Mac OS X, o Vim já vem instalado, no entanto certas distribuições como o Linux Ubuntu não o trazem instalado, e a instalação deverá serfeita abrindo uma janela do terminal e escrevendo o seguinte comando:

$sudo apt-get install vim

A instalação em Windows, poderá ser feita através do cygwin ou da versão nativa existente para download na página oficial do editor em www.vim.org .

Utilização das funcionalidades de Syntax Highlight

Uma das principais funcionalidades para programadores do VIM é o syntax highlight, um grande auxílio que torna o código bastante mais legível, na imagem seguinte é possivel ver um exemplo desta funcionalidade:

vim1

Esta funcionalidade, poderá ser usada abrindo um ficheiro de código, com a extensão apropriada, por exemplo, um ficheiro com o nome programa.c, irá ser aberto com o syntax highlight para C.

Como Abrir

Se utilizar a versão Windows, poderá abri-lo como qualquer outro programa (menu iniciar ou através do executável do mesmo), se utiliza cygwin, Linux ou Mac OS X, deverá executá-lo através do terminal, através de uma das seguintes formas:

  • Se desejar abrir um ficheiro já existente, escreva o seguinte comando:

$vim <diretoria e nome do ficheiro>

  • Se desejar criar um novo ficheiro, especificando o seu nome logo na abertura da aplicação, o comando deverá ser o seguinte:

$vim <diretoria e nome do ficheiro>

  • Para abrir o editor com um ficheiro sem especificar o nome, basta correr o seguinte comando:

$vim

Irá então visualizar o ecrã inicial do VIM:

vim2

Se nunca trabalhou com este editor de texto, provavelmente estará neste momento a interrogar-se sobre como criar um novo documento. O motivo de não conseguir escrever nada, é porque não se encontra no modo que possibilita escrever, ou seja o modo insert.

No próximo ponto, serão abordados os diferentes modos do VIM.

Os diferentes modos do VIM

O VIM possui 3 modos de edição, que serão descritos de seguida:

  • Modo Insert – Permite inserir texto, sendo por isso o modo básico do editor de texto, por outras palavras possibilita escrever;
  • Modo Command – Permite inserir comandos, que permitem executar as várias funcionalidades do editor, como guardar e formatar o texto, fazer tipos de deslocamento específicios, etc. Para introduzir estes comandos, usa-se o teclado, por exemplo, para entrar no modo insert, deverá premir a tecla i , que é a tecla que deverá premir quando abre o VIM e quer começar a escrever. Se desejar voltar ao command mode, deverá então premir a tecla esc.
  • Last Line Mode – É um submodo do modo Command, para aceder ao mesmo, prime-se a tecla : no modo Command.

De seguida, irei descrevê-los de uma forma mais aprofundada.

 

O Modo Insert

Quando nos encontramos no modo insert, irá aparecer essa indicação no rodapé do editor, tal como se pode visualizar na imagem seguinte:

vim3

Este modo é bastante fácil de usar, as teclas das setas movem o cursor, e as de escrita permitem digitar texto. Para guardar o texto, deverá ir ao modo command premindo a tecla esc.

 

O Modo Command

1. Comandos para Mover o Cursor

O cursor poderá fazer movimentos simples e múltiplos neste modo, uma das características do VIM é o facto de poder usar teclas de letras para além das setas. Este sistema tem muitos fãs, uma vez que permite movimentar o cursor sem ser necessário tirar os dedos do centro do teclado.

Assim, as teclas correspondentes aos movimentos simples são as seguintes:

vim4

É também possível efetuar movimentos simples precedendo a tecla do movimento pretendido com o número de espaços que pretendemos efetuar, por exemplo, se pretender avançar quatro caracteres para a direita, poderá escrever 4I em vez de premir 4 vezes a tecla I.

Existem também outras formas úteis de movimentar o cursor:

vim5

2. Gravar e fechar o Documento

Para gravar o documento e/ou fechar o editor, os comandos a usar são os seguintes:

vim6

 

3. Edições Simples

O VIM possui um conjunto de comandos que possibilitam efetuar algumas edições simples ao documento. Alguns dos comandos mais utilizados podem ser vistos na tabela seguinte:

vim7

A tecla “c” tem como função substituir texto, possuindo a vantagem de poder dizer quanto texto deseja alterar, podendo para isso ser combinada com as teclas de movimento. Por isso, na tabela seguinte serão apresentadas algumas das possibilidades de utilização desta tecla:

vim8

Por isso, veja a tabela referente aos movimentos e use e abuse da tecla c.

 

4.Mover Texto

Uma vez que o VIM guarda temporariamente num buffer o texto eliminado, é possível restaurá-lo premindo para isso a tecla “p”. Desta forma, o procedimento para mover texto é apagar o que se pretende mover e restaurar o mesmo no local desejado premindo a tecla “p”.

Tenha em atenção que após qualquer outra alteração, o buffer é limpo, por isso restaure sempre antes de qualquer outra alteração.

5. Copiar Texto

A cópia de texto neste editor é feita através da tecla “y” seguida de uma tecla de movimento, ou da “y” para copiar toda a linha em que o cursor se encontra. Para colar utiliza-se a tecla “p”.

6. Repetir ou anular o comando anterior

Se desejar efetuar o mesmo comando várias vezes, coloque o cursor no local onde o deseja correr e prima a tecla “.” . Assim, o comando anterior será repetido. A última ação poderá ser anulada com a tecla “u”.

7. Deslocamentos no ecrã

Existem também algumas sequências de teclas que pode digitar no modo command e que permitem deslocar (fazer scroll) no ecrã:

vim9

Espero então que tenha gostado desta “breve introdução”. Dúvidas e sugestões nos comentários. Obrigado!

Desmarcar automaticamente as checkboxes de instalação de programas adicionais durante a instalação

Certos programas, durante a sua instalação, instalam também uns “brindes extra” que muitas vezes são programas desnecessários e que apenas pioram a nossa experiência enquanto utilizadores, fazendo depois perder algum tempo a desinstalá-los.

Para ajudar a minimizar este problema, alguém teve a brilhante ideia de criar uma aplicação que automaticamente desmarca as checkboxes relativas a esses “brindes” durante a instalação, o seu nome é Unchecky.

Logo

O seu funcionamento é bastante simples, basta instalar e depois o programa tratará do resto, como podem ver no video disponível no site oficial da aplicação em:

http://unchecky.com/

Na página oficial, para além dos links para download gratuito da aplicação, encontra também um video explicativo acerca do seu funcionamento.

Como maximizar, restaurar ou minimizar uma janela a partir da barra de tarefas no Windows 8

Quem trabalha com um portátil em vários locais, uns com um segundo monitor ligado, outros apenas com o do portátil, provavelmente já se deparou com situações em que a janela fica fora do ecrã, não estando a barra de titulo visivel.

Em versões anteriores do Windows, bastava dar um clique direito sobre o ícone da aplicação na barra de tarefas e clicar em maximizar para que esta passasse a estar completamente visivel no ecrã, no entanto no 8 as coisas são ligeiramente diferentes.

Por isso vou apresentar duas soluções para resolver o problema das janelas que estão “fora do sítio”:

1. Através do ícone da janela:

Quando deixamos o cursor sobre o ícone da aplicação, o que faz surgir ao fim de poucos segundos os thumbnails das janelas abertas, aí podemos clicar com o botão direito do rato sobre esse e selecionar então uma das opções de redimensionamento da janela, tal como se pode conferir na imagem que se segue:

thumbnail_context

2. Através de um shift – click no ícone da aplicação

O outro caminho, é premindo a tecla shift (possui a seta para cima) e dar um clique direito no ícone, o menu de redimensionamento surgirá:

shiftclick

Espero que vos tenha sido útil, dúvidas ou questões nos comentários. Obrigado!

Fontes Distorcidas no Excel

Há algum tempo, na empresa onde trabalho, um dos utilizadores teve um estranho problema no Excel, as fontes estavam distorcidas e até imperceptíveis.

Infelizmente, não tenho nenhum screenshot deste problema, no entanto caso possua algum problema com as fontes das aplicações do Office 2013 (ou até imagens principalmente nas ribbons), a solução que irei apresentar, poderá ajudar a resolver o seu problema.

excel_logo

Esta situação acontece devido a uma das funcionalidades do Office 2013, que é a utilização da aceleração por hardware, que apesar de trazer melhorias gráficas às aplicações, pode também criar problemas com drivers mal elaborados da placa gráfica ou inadequados ao sistema operativo utilizado e dessa forma causar alguns constrangimentos.

Para resolver o problema, o recomendado é desativar a aceleração por hardware, cujo procedimento é o seguinte:

1. Clicar em file (Ficheiro)

2. Selecionar Options (Opções)

3. No menu que surge, deverá marcar a checkbox “desativar aceleração por hardware” (Disable Hardware Acceleration).

excel_hardwar_acceleration

 

Dê um clique em OK e espero que o seu problema tenha ficado resolvido.

 

Como chamar diretamente o Task Manager (Gestor de Tarefas)

Até ao Windows XP, quando premiamos a famosa combinação ctrl+alt+delete chamávamos diretamente o Task Manager, no entanto desde o Vista que temos de passar por outro ecrã, quando o que queremos mesmo é o Task Manager.

taskman

Saiba então, que é possivel abrir diretamente o Task Manager, sendo que para isso deverá premir  simultaneamente:

ctrl + shift + esc

E o Task Manager abrir-se-á!

Alternativamente, poderá também dar um clique direito na barra de tarefas e selecionar “Task Manager”.

 

Atalho para fixar janelas no ecrã

Desde o Windows 7, que é possível fixar janelas nos lados do ecrã (docking), uma funcionalidade bastante útil e que permite organizar melhor a nossa área de trabalho.

Docking
Exemplo de duas janelas lado a lado, utilizando a funcionalidade de “docking”

A utilização da funcionalidade é bastante simples, basta arrastar a janela para um dos lados do ecrã e esta é fixada.

No entanto, esta semana no trabalho surgiu um problema, um dos utilizadores possuía 2 monitores ligados ao computador. estando utilizar a funcionalidade de “expansão” da área de trabalho, e queria fixar a janela no lado expandido, mas não conseguia, pois esta passava automaticamente para o outro ecrã.

A solução foi simples, bastou então utilizar o atalho, assim se quiser usar o teclado para fixar as janelas, basta fazer:

tecla windows + seta para o lado onde quer fixar a janela

Pode ser cima, baixo, esquerda ou direita, é para onde quiser e a janela fixar-se-á.

Como sempre dúvidas ou sugestões, nos comentários, obrigado!

Aproveito para agradecer todos os elogios e sugestões que me têm dado, pois apesar de os ler, por motivos de trabalho, não consigo infelizmente responder-vos individualmente por isso no geral, um muito obrigado!