Atalho para fixar janelas no ecrã

Desde o Windows 7, que é possível fixar janelas nos lados do ecrã (docking), uma funcionalidade bastante útil e que permite organizar melhor a nossa área de trabalho.

Docking
Exemplo de duas janelas lado a lado, utilizando a funcionalidade de “docking”

A utilização da funcionalidade é bastante simples, basta arrastar a janela para um dos lados do ecrã e esta é fixada.

No entanto, esta semana no trabalho surgiu um problema, um dos utilizadores possuía 2 monitores ligados ao computador. estando utilizar a funcionalidade de “expansão” da área de trabalho, e queria fixar a janela no lado expandido, mas não conseguia, pois esta passava automaticamente para o outro ecrã.

A solução foi simples, bastou então utilizar o atalho, assim se quiser usar o teclado para fixar as janelas, basta fazer:

tecla windows + seta para o lado onde quer fixar a janela

Pode ser cima, baixo, esquerda ou direita, é para onde quiser e a janela fixar-se-á.

Como sempre dúvidas ou sugestões, nos comentários, obrigado!

Aproveito para agradecer todos os elogios e sugestões que me têm dado, pois apesar de os ler, por motivos de trabalho, não consigo infelizmente responder-vos individualmente por isso no geral, um muito obrigado!

 

 

Reiniciar Windows Explorer

Por vezes, o explorador do Windows entra em colapso, seja através de ícones que deixam de aparecer, ou então a área “computador” passa a ser apenas uma área em branco.

Felizmente, com as muitas atualizações lançadas, a ocorrência destas situações tem reduzido de uma forma bastante significativa, no entanto quando isso acontece, a solução é reiniciar o Windows Explorer, ou em português Explorador do Windows.

Para isso, devem dar um clique na barra de tarefas (taskbar em inglês), e depois vão ao gestor de tarefas (task manager em inglês) e de seguida, deverão procurar pelo processo do explorador do Windows ou Windows Explorer e clicar em reiniciar (restart).

reiniciar_explorador

 

Muito simples!

Como correr um programa como administrador a partir da barra de tarefas

Por vezes, necessitamos de realizar tarefas em que necessitamos permissão de administrador, para isso damos um clique com o botão direito do rato sobre o ícone do programa e selecionamos a opção “Executar como Administrador” (Run As Administrator em Inglês) e assim temos esses privilégios durante a execução da aplicação.

No entanto, através da barra de tarefas não temos essa opção quando damos o clique com o botão direito, no entanto isso é possivel de outra forma como iremos ver a seguir.

taskbar

Coloque o cursor sobre o ícone da barra de tarefas correspondente ao programa que quer abrir e prima as teclas:

ctrl + shift enquanto dá o clique esquerdo sobre o programa

Com as teclas ctrl e shift pressionadas enquanto dá o clique que costuma dar para abrir a aplicação, irá dar-lhe então os direitos de administrador sobre a mesma, surgindo por isso a janela do controlo de conta (User Account Control em Inglês) a pedir a confirmação da permissão.

Dúvidas ou sugestões nos comentários, obrigado!

Como correr a ferramenta sfc /scannow a partir da linha de comandos de um DVD do Windows

A ferramenta sfc, que mostrei há algum tempo, possui uma grande importância quando se trata de reparar e verificar a integridade dos ficheiros de sistema, muitos dos problemas são resolvidos através dela.

No entanto, por vezes não conseguimos entrar no sistema e por isso a única forma de a correr é através de um CD/DVD com capacidades de boot, como o próprio DVD de instalação do Windows, no entanto aí há outro problema, pois quando abrimos as System Recovery Options depois a Command Prompt e corrermos o comando sfc /scannow, o mais provável é depararmo-nos com uma mensagem de erro, isso deve-se ao facto de termos de definir manualmente a letra da partição e a diretoria onde está a instalação que queremos verificar/reparar.

Neste caso, o comando a introduzir será:

sfc /scannow /offbootdir=F:\ /offwindir=F:\windows

Deverá substituir a letra F pela letra da partição onde o Windows está instalado no seu sistema.

Uma situação que já aconteceu por diversas vezes, é mesmo introduzindo o comando anterior, o utilitário não corre porque supostamente existe uma reparação por aplicar e que requer que o sistema seja reiniciado, mas que devido ao nosso problema, não podemos fazer isso, para isso deverá eliminar o ficheiro “pending.xml” que se encontra na diretoria c:\windows\winsxs\pending.xml , sendo o comando que deverá correr:

del c:\windows\winsxs\pending.xml

E desta forma, já deverá conseguir correr este muito útil utilitário.

Dúvidas ou questões nos comentários. Obrigado!

Como verificar se o TRIM encontra-se ativo

Com o aparecimento dos discos rígidos baseados em SSD (Solid State Drive), eis que surge o TRIM, um comando essencial para garantir o melhor desempenho possível destes discos rígidos.

Imagem de um SSD. Fonte: "D-Kuru/Wikimedia Commons"
Imagem de um SSD. Fonte: “D-Kuru/Wikimedia Commons”

Assim, se possuir um destes discos rígidos, deve verificar se este comando encontra-se ativo, para isso deverá correr numa janela de linha de comandos (command prompt em Inglês) e escrever o seguinte comando:

fsutil behavior query DisableDeleteNotify

Se o resultado for ‘0’, isso significa que o TRIM está ativo e a funcionar.

“Abrir janela de comando aqui”

Imagine que se encontra no explorador do Windows, e quer abrir uma linha de comandos já inicializada numa diretoria especifica.

Por exemplo, tem a seguinte pasta:

linhadecomandos1

 

E quer abrir uma linha de comandos aí, é simples, basta premir a tecla shift ao mesmo tempo que dá um clique com o botão direito do rato e no menu de contexto terá essa opção:

linhacomandos2

Ou na versão portuguesa:

abrirjaneladecomando

Após selecionar “Open command window here”, ou “abrir janela de comando aqui”, será aberta uma janela de linha de comandos dentro da pasta especificada:

linhadecomandos3

Como vê, simples e útil!

Como remover o vírus da PSP (ou SPA, etc.) Parte II

Há uns tempos, escrevi um artigo sobre como remover o vírus da PSP que ultimamente tem infetado muitos computadores.

No entanto, muitos dos leitores deste blog, têm tido problemas ao seguir o procedimento indicado, por isso de seguida, irei explicar como poderão resolver os problemas que surgem:

1. O restauro do sistema está desativado ou dá erro.

Se lhe surgir esta situação, a minha recomendação é utilizar um live cd de um antivirus e corrê-lo no arranque do computador.

Mais informações e downloads:

https://support.kaspersky.com/4162

http://www.bitdefender.com/support/how-to-create-a-bitdefender-rescue-cd-627.html

2. O sistema não encontra o rstrui ou dá comando inválido

Neste caso, em vez de escreverem a diretoria, escrevam só “rstrui.exe” (sem as aspas).

Caso ocorram mais problemas, utilizem a caixa de comentários.

O Monitor de Fiabilidade do Windows (Reliability Monitor)

Com o passar do tempo, existem várias variações quanto ao nível de fiabilidade que o sistema operativo tem, umas vezes está mais estável, outras menos.

O sistema operativo Windows, tem uma ferramenta que analisa e mostra através de um gráfico o nível de fiabilidade do computador ao longo do intervalo de tempo escolhido que pode ser de 20 dias ou 20 semanas.

É depois utilizada uma escala de 0 a 10 para classificar o nível de fiabilidade do sistema num determinado dia.

Para aceder a esta aplicação, efetue os seguintes passos:

1) Abrir o Painel de Controlo e clicar em “Sistema e Segurança” (System and Security)

sist_seguranca

 

2) Dentro do Sistema e Segurança dar um clique em “Centro de Ação” (Action Center):

centro_acao_btn

 

3) Poderá depois abrir a aplicação clicando em “Ver histórico de fiabilidade” (View Reliability History), que pode ser encontrado após expandir a área manutenção:

open_reliability

 

4) O monitor de fiabilidade abrir-se-à:

fiabilidade

 

Poderá ver o gráfico azul, o nível de fiabilidade que tal como anteriormente referido vai de 0 a 10, e clicando num dia, em baixo terá também a fiabilidade auditada em 5 categorias de eventos:

– Falhas de Aplicação (Application Failures);

– Falhas do Windows (Windows Failures);

– Falhas Diversas (Miscellaneous Failures);

– Avisos (Warnings);

– Informações (Information).

Clicando numa coluna de um determinado dia, poderá ver depois em baixo (espaço detalhes de fiabilidade ou Reliability Details), os eventos que realmente aconteceram:

reliability

 

Como sempre, dúvidas, questões ou sugestões nos comentários. Obrigado!

Documents.library-ms não está mais funcionando ou is no longer working

Este foi um erro que me surpreendeu recentemente num dos meus computadores, cada vez que abria um dos itens das bibliotecas, surgia a seguinte mensagem:

lib_errors2

 

Como se pode ver na imagem abaixo, os ícones também desapareceram:

lib_errors

 

Ou seja, basicamente deixaram de funcionar. No entanto, felizmente a resolução é um processo bastante simples, muito mais do que você imagina, para começar, siga a recomendação da mensagem de erro e apague as bibliotecas afetadas (não se preocupe porque os ficheiros estão salvaguardados):

pbrush21

 

Pode também selecionar os ícones todos e premir a tecla “delete” que é mais rápido.

Agora, dê um clique com o botão direito do rato sobre o ícone das bibliotecas e selecione “restaurar bibliotecas predefinidas” ou “restore default libraries” na versão inglesa:

lib_errors3

 

As bibliotecas serão então restauradas.

Dúvidas, questões ou sugestões nos comentários. Obrigado!